Marrocos, um país de contrastes #2

A diversidade e os contrastes, fazem de Marrocos, um país único. Não há dúvida, Marrocos tem tudo isto. A rica cultura (uma mistura de árabe, berbere e outras influências africanas e europeias), história antiga (habitado desde o Paleolítico), e uma geografia variada (praias, planícies agrícolas, montanhas) e, principalmente, as pessoas e os seus modos de vida. A melhor maneira de lhe mostrar tudo isto, é através das imagens.

Em Chefchaouen, a vida é vivida a cores. E o azul, é a cor desta cidade do norte do Marrocos. Das paredes às portas e janelas, das escadarias ao chão das rua, tudo é caiado de azul, contrastando com o colorido das roupas tradicionais das mulheres, com os vermelhos e amarelos usados no artesanato marroquino e até com os gatos que vagueiam pelas ruas.

Escadaria, na cidade azul de Chefchaouen
Escadaria, na cidade azul de Chefchaouen

A cozinha e gastronomia de Marrocos, é rica e as especiarias dão-lhe intensidade aos sabores. Um dos pratos tradicionais e mais apreciados é a tagine. O nome deste prato típico, vem do nome dado ao recipiente de cerâmica, com a sua característica tampa em bico. Pode ser de galinha, borrego, de legumes.

Tagines na Praça Jemaa El Fna, Marrakech
Tagines na Praça Jemaa El Fna, Marrakech

As cabras marroquinas escalam as árvores de Argan para comer os seus frutos. As árvores de Argan, exclusivas do Marrocos, produzem este fruto raro, muito procurado para ser utilizado na cosmética. Voltando às cabras, atrás destes rebanhos ando agricultores apanhando as sementes que as cabras  não digerem e que são usadas para fazer o famoso óleo de argânia.

Cabras, nas árvores de argan
Cabras, nas árvores de argan

O vale do Dadès é uma atração turística importante do sul de Marrocos, pelas suas aldeias e paisagens pitorescas e pelo contraste entre a vegetação verde e luxuriante das margens e as montanhas áridas em redor. Estende-se por mais de 100 kms, até às gargantas do Todra, num percurso também conhecido como a rota dos Mil Kasbah, construções tradicionais, que são como aldeias fortificadas, construídas há séculos pelos povos Berberes da região.

Vale do Dadés
Vale do Dadés

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *